quarta-feira, 4 de setembro de 2013

domingo



/Imagem de Odilon Redon/


domingo é o mais cruel dos dias
com seus azuis minguando pelo chão da
tard

e é mais cruel

(e mais mordaz)

a noite de domingo

na música arrastada do evangelho 

na fria e desleal face do espelho

domingo é um cativeiro


(São Paulo, maio de 2005)




Um comentário: